fbpx

ERROS QUE OS ADVOGADOS (A) JAMAIS PODEM COMETER NAS REDES SOCIAIS – PARTE 2

No primeiro artigo, falamos sobre os erros que os advogados (a) não podem cometer em suas redes sociais.

Se você ainda não viu, clique aqui: https://seijnetbrasil.com.br/erros-que-o-seu-escritorio-comete-nas-redes-sociais-e-voce-nao-percebe/

Hoje, vamos falar a respeito de mais alguns erros que o advogado (a) não pode pensar em cometer em suas redes sociais.

 

1 – POSTAR SEM ESTRATÉGIA

Uma das coisas que os advogados (a) têm feito bastante, é a falta de estratégia: além das fotos erradas, fontes ruins, um texto gigante técnico que poucos vão ler e, principalmente, entender, faz com que o engajamento certamente diminua.

SOLUÇÃO: Qual a solução então:

  • Evite postar por postar;
  • Pense a respeito das principais palavras-chave para usar nas hashtags (no máximo 6! Mais do que isso, além da postagem ficar feia, parece que o advogado (a) está postando para atirar para todo lado!
  • Parecer mais influenciador digital do que um advogado: o problema é que com a popularização das redes sociais, tem muito advogado (a) tentando ir com a tendência. Ele (a) começa a produzir conteúdo que pode até viralizar, mas pode acarretar em um processo disciplinar por infringir a sobriedade da OAB. Posts com os Doutores dançando, criando vídeos no Tiktok na tentativa de viralizar, certamente não caem bem para a profissão (tente deixar isso apenas para o seu perfil pessoal, se quiser). Mas, na advocacia, é preciso separar muito bem o que é jurídico e profissional do que é pessoal. O que mais importa é o bom senso.
  • Falta de stories consistentes: frequência é a quantidade de stories que você faz e consistência é quantidade de vezes que você posta mas sem exagerar. Até pelo fato de que os stories são vídeos mais rápidos de no máximo 15 segundos! Se quer versar sobre um assunto mais específico, que tal usar o IGTV ou YOUTUBE?
  • Fotos pessoais no perfil profissional: jamais poste questões informais demais como um dia com a família na piscina, bebendo cerveja, indo para a balada – isso não cabe bem!
  • Não conduzir o usuário a executar uma ação de forma discreta: é preciso deixar o endereço e contato na descrição: assim fica mais simples do usuário te acessar sem precisar ter muito trabalho de ir até o feed. Lembre-se de que quanto mais se facilita a vida para o usuário, mais chances ele tem de fechar um contrato!
  • Evite falar termos altamente técnicos. Se o fizer, tente explicar o que significa! O usuário não é obrigado a entender o juridiquês, até por isso mesmo que ele irá te contratar para resolver o problema dele!
  • Outro problema estratégico grave é o fato do advogado (a) postar em horários aleatórios. O instagram ao tornar a sua conta comercial, mostra dados específicos e métricas precisas sobre o melhor horário de postagem. Até então, os melhores horários são: 09:00am, 12:00am, 18:00pm e 21:00pm. Mas o maior importante é sentir o seu público e ver em qual horário ele interage mais!
  • Não saber ler as métricas:

ALCANCE: Quantas contas foram alcançadas com a publicação organicamente (sem pagar para aparecer).

IMPRESSÕES: Quantas vezes o usuário viu aquela publicação mais de uma vez.

 

Com essas dicas acreditamos que as suas redes sociais poderão melhorar muito!

www.seijnet.com.br

 

O que achou do nosso conteúdo?

Compartilhe!

Comentar